Waldez empossa quatro novos gestores e anuncia titular da SDR

  • Novos gestores foram empossados na tarde desta terça-feira, pelo governador Waldez Góes
    Novos gestores foram empossados na tarde desta terça-feira, pelo governador Waldez Góes - Rafael Guerra
Governador afirmou que os empossados sabem da realidade que a população vive, dos desafios da nova democracia e da credibilidade que se deve ter nas instituições.

Quatro novos gestores tomaram posse nesta terça-feira, 12, no Palácio do Setentrião, como membros da equipe do Governo do Amapá. Houve mudanças na Secretaria de Estado do Turismo (Setur), Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Defensoria Pública do Amapá (Defenap) e Escola de Administração Pública (EAP). Também foi anunciado o nome de Daniel Montagner para a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Na Setur saiu o advogado Vicente Cruz e entrou Maria Luciane Costa. Evandro Milhomem foi empossado como o novo secretário de Estado da Cultura no lugar de Dilson Borges. Na Defenap, Horácio Magalhães foi substituído por Diogo Grunho. E na EAP, saiu Cristiane Vilhena para entrar Jorielson Nascimento.

O governador Waldez Góes anunciou o zootecnista Daniel Montagner como o novo titular da SDR no lugar de José Renato Ribeiro, que ocupa interinamente o cargo. Presente na cerimônia, Montagner iria ser empossado junto com os colegas, mas por questões burocráticas relacionadas ao seu vínculo como servidor da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a posse dele ficará para os próximos dias.

O chefe do Executivo frisou que a escolha dos novos gestores busca oxigenar a gestão e atende a critérios técnicos. Ele ressaltou que a mudança acontece em um período no qual a população brasileira tem um acesso mais amplo às informações através das mídias. Waldez acrescentou que os empossados sabem da realidade que a população vive, dos desafios da nova democracia e da credibilidade que se deve ter nas instituições.

"Estamos falando de colaboradores que reúnem experiência, retidão e responsabilidade. Eles comandarão políticas fundamentais ao usuário seja no aspecto cultural, na assistência jurídica, ou na formação do servidor”, registrou o governador. Disse também que os novos tempos exigem que os governos se aprimorem e se reinventem para que se possa apresentar à sociedade, práticas cada vez mais eficientes para melhor atender ao cidadão.

Perfis

Maria Luciane Costa da Silva é bacharel em Direito pela faculdade Estácio de Sá, com especialização em auditoria e controladoria pela LFG e especialista em administração pela Posed. Já ocupou o cargo de secretária administrativa da Associação dos Municípios do Amapá (Ameap), assistente administrativa do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap), assessora jurídica e financeira do Instituto Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Laranjal do Jari, assistente parlamentar na Assembleia Legislativa do Amapá e na Câmara dos Deputados.

Evandro Costa Milhomem é graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Ele também já ocupou cargos de gestão em outros mandatos do Poder Executivo estadual e municipal nas áreas de trabalho, emprego, social e relações institucionais. Foi vereador de Macapá e deputado federal.

Diogo Brito Grunho é advogado. Participou como assessor da comissão de informatização do Processo Judicial no Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) - Tucujuris. Foi procurador-geral da Câmara Municipal de Macapá e atuou como defensor público, além de chefiar os Núcleos de Família e Conciliação e Mediação na Defenap.

Jorielson Brito Nascimento é Mestre em Direito Ambiental e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Amapá (Unifap), bacharel em Direito pela Universidade Federal do Amapá (Unifap), Graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Unifap com Habilitação em Física, professor de Magistério Superior de Graduação (Ciências Criminais / Direito Penal). Tem experiência na área de Direito Público (segurança pública); Direito Penal, Direito Processual Penal e Direito Ambiental. Foi vereador de Macapá.

Daniel Montagner é mestre em zootecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Já atuou como analista de transferência de tecnologia da Embrapa Amapá, supervisor do setor de implementação do Programa de Transferência de Tecnologia, chefe adjunto de transferência de tecnologia, analista responsável na gestão dos laboratórios do prédio de aquicultura e pesca, professor do curso de engenharia de pesca da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) e do serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários