Em Santana, mais de 1,3 mil eleitores precisam se regularizar junto à Justiça Eleitoral

  • Eleitores deverão procurar os cartórios eleitorais para se regularizar
    Eleitores deverão procurar os cartórios eleitorais para se regularizar
No Amapá, 13.743 pessoas precisam se regularizar junto à Justiça Eleitoral

Os eleitores que não compareceram às urnas nas últimas três eleições nem justificaram a ausência têm até o dia 6 de maio para se regularizar junto à Justiça Eleitoral. No Amapá, 13.743 pessoas estão nesta situação. No município de Santana, segundo maior colégio eleitoral do Estado, são 1.383 faltosos que precisam fazer a regularização.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que cada turno é considerado uma eleição e que, para se regularizar, o eleitor terá de comparecer a um cartório eleitoral munido de documento oficial com foto, comprovante de residência e título eleitoral, se o possuir. Ele também terá que pagar uma multa.

Quem não se regularizar terá o título cancelado e poderá sofrer uma série de consequências como não poder obter passaporte, Carteira de Identidade, receber salário de função ou emprego público, participar de concorrência pública ou administrativa estatal. Além disso, ficará impossibilitado de obter empréstimos em instituições públicas, de se matricular em instituições de ensino e de ser nomeado em concurso público.

Para saber se há alguma pendência com a Justiça Eleitoral, basta consultar os dados no site do TSE, informando o nome completo e a data de nascimento.

A Resolução do TSE nº 23.594/2018 estabelece os prazos para execução dos procedimentos relativos ao cancelamento dos títulos eleitorais, bem como para a regularização da situação dos eleitores.

Os nomes dos eleitores e os números dos respectivos documentos cancelados serão disponibilizados pela Justiça Eleitoral a partir do dia 24 de maio.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários