Moradores do bairro Vila Amazonas fazem protesto para cobrar melhorias

  • Moradores usaram faixas e cartazes para cobrar melhorias para o bairro
    Moradores usaram faixas e cartazes para cobrar melhorias para o bairro
Os moradores afirmam que há dez anos, o bairro não recebe serviços de pavimentação.

Na manhã desta segunda-feira, 18, um grupo de moradores do bairro Vila Amazonas, em Santana, participou de uma manifestação para cobrar melhorias para a comunidade. Entre as reivindicações, iluminação pública, coleta de lixo adequada, limpeza e, principalmente, pavimentação das vias.

Cerca de 40 pessoas ocuparam a entrada do bairro, na Avenida B3, próximo à Rua Claudio Lúcio Monteiro, para cobrar providências do poder público. Com faixas, cartazes e usando nariz de palhaço, percorreram ruas e avenidas gritando palavras de ordem e exigindo que os serviços sejam realizados no bairro, um dos mais tradicionais de Santana.

O Vila Amazonas surgiu na década de 1950, com a instalação da Indústria e Comércio de Minérios (Icomi). Por muitos anos, foi considerado um bairro modelo, bem estruturado e com manutenção frequente. “Depois que a Icomi deixou o Estado, nosso bairro caiu no esquecimento”, ponderou Eliete Corrêa, presidente da Associação de Moradores do bairro.

Os moradores afirmam que há dez anos, o bairro não recebe serviços de pavimentação. Sem manutenção, as vias estão cheias de buraco, tornando o tráfego de pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas bem complicado. O mato alto é outro problema, que atrai animais nocivos à saúde, como ratos e mosquitos transmissores de doenças. A iluminação pública precária favorece à insegurança e as grades tornaram-se itens obrigatório nas casas e janelas.

A coleta de lixo é feita, mas Eliete reclama que não há cuidado com os resíduos. “Eles [garis] pegam o lixo de qualquer jeito, amontoam de qualquer jeito e recolhem sem cuidado nenhum. Os sacos rasgam e fica uma sujeira só nas ruas”, conclui a representante da comunidade.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários