Polícia Civil investiga morte relacionada à ossada humana

  • O corpo ficou preso com espécie de rede, entrelaçada com arames e pedaços de paus
    O corpo ficou preso com espécie de rede, entrelaçada com arames e pedaços de paus - Foto: PM
img
Elder de Abreu
REPÓRTER E EDITOR
O laudo ficará pronto em 30 dias. Ele é fundamental para descobrir, por exemplo, se o corpo foi queimado antes de ser escondido ou foi incendiado por queimadas que surgem no cerrado a esta época do ano. O crânio estava com a arcada dentária preservada, o que pode ser essencial para a identificação da vítima.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte de uma pessoa, até o momento desconhecida, cujos restos mortais foram encontrados por moradores das redondezas na manhã do último domingo, 27. Ainda não há confirmação de nenhuma pista, mas a principal linha de investigação é a de homicídio, pela maneira como o cadáver parece ter sido ocultado.

A ossada humana foi encontrada atrás do local conhecido como Área do Gaúcho, cujo acesso é pela rodovia Duca Serra, já no perímetro de Santana. O lugar onde estava o esqueleto era uma área de lago, que está seco em razão da estiagem. Os moradores atravessavam o local para chegar até um lago cheio, onde pretendiam pescar, quando encontraram a ossada. Eles acionaram a Polícia Militar (PM), que isolou a cena até a chegada de peritos da Polícia Técnico-Científica (Politec). O laudo ficará pronto em 30 dias. Ele é fundamental para descobrir, por exemplo, se o corpo foi queimado antes de ser escondido ou foi incendiado por queimadas que surgem no cerrado a esta época do ano. A arcada dentária foi recuperada, o que pode ser essencial para a identificação da vítima.

Aparentemente, o corpo foi colocado ali quando ainda estava alagado. Também foi feita uma espécie de rede, entrelaçada com arames e pedaços de madeira, para que o cadáver permanecesse de baixo d’água.

Curiosos que foram ao local cogitaram a possibilidade dos ossos serem de uma mulher que desapareceu de um bairro santanense vizinho à área onde o esqueleto foi encontrado. Mas a informação é extraoficial.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui